15 fevereiro 2011

Pandora

Pandora, é intensa
assim: meio menina, meio mulher
corajosa, decidida
sempre sabe o que quer

É da roda de violão
da conversa entre amigos
da filosofia, das artes
sabe amar seus inimigos

De uma profundidade...
aniquila o superficial
gosta dos extermos
na fuga do convencional

ela brinca com os sonhos
dança com a vida
resiste a duros golpes
se levanta, mesmo ferida!

É tão livre, leve, solta
rústica e delicada
na sua feroz gentileza
consegue ser amada.


Nathália Monte

(À minha xará Natália, ou simplesmente nati. Minha colega de curso, minha amiga de algum tempo. Um exemplo de força. Me ensinou que o que existe de mais singelo na vida, é o que mais deve ser valorizado.)

4 comentários:

Higor Cayo disse...

sem comentários...
muito bOm!

@naatzmonte disse...

vou postar no meu fotolog *_*

Natália disse...

nem saberia o que dizer a não ser que... Obrigado minha amiga, obrigado mesmo....

Eric Jones disse...

Ualll... Muito lindo, Nath...
Parabéns.
Fico surpreso cada vez mais com o texto de vocês...
=O