10 dezembro 2009

Divagações

Ainda sou trevas em meio a luz.
De minha visão entorpecida,
Tudo em mim é suicida.
Fui eu que Te matei, Jesus.

O sangue tinge minha mão.
Mais um prego no Teu pulso.
Chicotada em Teu percurso.
Se fosse eu lá, caído ao chão...

Deverias ter ficado!
Anjos aos Teus pés,
Pra que mortais fiéis?!
Sim sei, sou limitado...

Mas Tuas razões
Tantas vezes desconheço,
Que me viro do avesso
Entre estranhas emoções.

Só queria,
Por um dia,
Viver sem me arrepender.

E noite adentro
Sob estrelas,
De Ti tudo compreender...

Yurii Araujo

2 comentários:

quebrandocio disse...

inspirado no filme de ontem é?
Ficou Lindo, parabéns mais uma vez!!

Female Diary disse...

mldls. vocês tem um dom (: