10 fevereiro 2010

Espírito Azul

Por entre águas sombrias
Navegava o Espírito Azul.
Destacado na imensidão,
Navegava sempre pro Sul.

E o Sol nunca apareceu
Para iluminar sua proa.
E mesmo no escuro,
Espírito Azul não navegou a toa.

Fora muitas vezes confundido
Com qualquer Dragão do Mar.
Mas não sendo destruidor,
Só pensava em navegar.

E visitou, silencioso
Cada ilha da Terra.
Deixando lembranças
De paz e nunca de guerra.

Mas sabia que no Sul
Só tragédia o esperava.
Mesmo assim, confiante,
Espírito Azul navegava.

E muitos náufragos resgatou,
Talvez assassinos e piratas.
E Espírito Azul não se importava
De ter companhias baratas.

Até que os Dragões do Mar
E suas grandes velas içadas,
Invejaram Espírito Azul,
Com tantas milhas navegadas.

Atacaram-no de bombordo a estibordo
Esmigalhando proa e vela.
E muitos riram dele,
Acusando-o de muita trela.

Mas o que o próprio Mar viu,
E que ninguém mais comentou,
Foi que cada pedaço seu
A todos os homens salvou.

E viveram os antigos assassinos
Nos escombros do Espírito Azul.
E dizem que ainda esperam
Seu retorno do Mar do Sul...

Yurii Araujo

6 comentários:

Michelli ♥ disse...

primeira a soprar *--*

muito lindo Yuri, arrasou!
Jesus representado pelo Espírito Azul, genial isso!
:D

Juliana Rodrigues disse...

Own *-*

Eric Jones disse...

Por isso que quando eu jogo Imagem & Ação eu sempre digo que azul é de Jesus... viu que eu tava certo?!

Genialll... eu lendo Nárnia e ainda escuto uma história dessas... muito booomm!!!

Nathi disse...

Como eu te falei Yuri, ficou muito bom!
Tá com ar assim, mitológico :)

Acho que tu nunca tinha escrito um poema tão longo e tão profundo!

Yurii disse...

Gentee, Valeu mesmo!
Mitológico Nath? Que massa! xD

pralini disse...

"navegar é preciso viver" como Caetano canta Fernando Pessoa.