12 julho 2010

Indagação

Mas, afinal, o que é sorte?
sentir na pele suave vento
sentado à margem do mar sereno
despreocupado sem ver o tempo?

Reclinar a cabeça num ombro amigo
chorando as mágoas de um amor antigo
e do confidente ouvir:
estou contigo!?

sorrir à toa,
pagar credores,
voar sem asas
ou viver sem dores?

sorte é destino.
Se escreve ou é escrito?
só pode ser dito:
é cruel realidade ou doce desatino.


Nathália Monte

4 comentários:

nathalymonte disse...

uau!

vivi disse...

Peeeeeeerfeito
naty!
ficou...
adorei amourê
xêroo;*

fabio o pit bull disse...

Muito bom este texto! Nossa! Super profundo....

Yurii disse...

Sublime!

E olha que essa palavra é a minha favorita de toda a lingua portuguesa! *-*